Participe, faça o Registro - clique em Seguir - é grátis

Para encontrar um assunto no blog digite uma palavra abaixo em Pesquisar ou acesse arquivos.

Pesquisar este blog

Mais assuntos acesse Arquivos do Blog

quarta-feira, 14 de março de 2012

Sicoob/Coopercred de Joinville apresenta prestação contas de 2011


Aconteceu no dia 14/03/2012, a partir das 18:00 horas, uma assembléia extraordinária e ordinária na Associação Comercial de Joinville (ACIJ)...nesta assembléia estiveram presentes aproximadamente 100 pessoas as quais tiveram conhecimento do encerramento contábil de 2011 da Instituição Financeira Cooperativa/Sicoob.

Na Assembléia Extraordinária foi apresentado para aprovação:
- Reforma e Consolidação do Estatuto Social: Alteração do endereço da Sede e a Inclusão do Fundo de Estabilidade Financeira e renovação do prazo de vigência;
- Deliberação da nova forma de rateio das perdas do exercício de 2008 e 2010.
Este último assunto foi o que mais repercutiu já que os valores das perdas dos períodos acima citados estão sendo descontados mensalmente em forma de um rateio entre os cooperados.
A situação financeira da Cooperativa no final do ano de 2011 (perdas acumuladas) chega a R$ 7.604.195,73...em resumo a cooperativa estava com perdas de exercícios anteriores (antes 2009) no valor de R$ 4.323.781,96 (este valor deverá ser pago pelos cooperados em 5 anos desde 2011) e as perdas do ano de 2010 chega a R$ 4.096.998,64 ( este valor deverá ser pago pelos cooperados em 4 anos a partir de 2012)...um bom sinal foi que a cooperativa teve em 2011 uma recuperação de perdas no valor de R$ 575.975,68 e mais as sobras acumuladas que chegaram em R$ 240.609,19.
Lembrando que no ano de 2011 as perdas da Cooperativa foram rateadas de forma igualitária entre os cooperados, o que provocou muitos protestos, mas a proposta agora é de aplicar as perdas de outra maneira, ou seja :
Somente 3% para quem tem saldo médio...
Somente 3% para quem tem aplicações financeiras...
Somente 4% para quem tem crédito adimplente...e
90% sobre quem tem operações que deram origem as perdas.
Na assembléia Ordinária ficou para definir o acima exposto, a destinação das sobras ou perdas líquidas apuradas em 2011, eleição dos membros do conselho fiscal e administrativo, relatório da Gestão do Conselho de Administração, etc.

Um comentário:

Adilson Girardi disse...

Deveria haver uma forma de punir os responsáveis pelo rombo financeiro de 2008 e 2010.