Participe, faça o Registro - clique em Seguir - é grátis

Para encontrar um assunto no blog digite uma palavra abaixo em Pesquisar ou acesse arquivos.

Pesquisar este blog

Mais assuntos acesse Arquivos do Blog

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Demagogia na Câmara de Vereadores de Joinville

A greve por parte de alguns servidores públicos do município de Joinville deve ir longe...todos os dias servidores comparecem na casa de leis para inibir o prosseguindo das sessões com muita gritaria onde nem mesmo os vereadores conseguem ouvir os assuntos da ordem do dia.
Os vereadores Maycon César e Adilson Mariano tem apresentado requerimentos para a suspensão da Sessões até que o executivo municipal receba os servidores para um diálogo sobre a greve...o prefeito já expôs seu limite para avançar na negociação que é o índice da inflação 5,82% + 1,18% de ganho real,  20% sobre o vale alimentação... entretanto haverá desconto dos dias paralisados.... que vai depender da categoria aceitar isto e decidir pelo término da greve...
Neste dia 10/06/2014 aconteceu uma situação que pode se considerar estranha para uma democracia...os vereadores Maycon César e Adilson Mariano solicitaram na sessão, para o presidente, dois requerimentos sendo: 
Primeiro: que os vereadores aprovem ou não o voto nominal para término da Sessão;
Segundo: que os vereadores aprovem ou não o término da Sessão.

Acontece que o dois requerimentos foram aprovados para a manifestação do voto nominal e em não terminar a Sessão...neste momento em diante a situação ficou inviável no plenário pois os grevistas e a diretoria do sindicato não deixavam os vereadores colocar em votação os projetos por meio de gritos, vaias, berros e buzinaços dando a visível atitude antidemocrática.

É lamentável que uma parte dos servidores, diretores de sindicato e alguns vereadores prejudiquem o andamento de um processo democrático...ficando evidente que  as necessidades da população não é a mais importante que uma reivindicação isolada.
http://www.cvj.sc.gov.br/home/72-sessoes/2248-orcamento-dos-bombeiros-voluntarios-fica-25-menor-sem-votacao-de-pl-972014
 

Nenhum comentário: